O Instituto de Previdência Social do Município de Betim - IPREMB, é responsável por conceder e pagar as aposentadorias e pensões aos servidores públicos efetivos do Município de Betim e seus dependentes. É uma autarquia, criada através da Lei Municipal nº 4.276, de 28 de dezembro de 2005, para ser a gestora do sistema do Regime Próprio de Previdência Social - RPPS, também criado na mesma data, através da Lei Municipal nº 4.275, de 28 de Dezembro de 2005. Cabe ao IPREMB operacionalizar e administrar os planos de benefícios e de custeio legalmente constituídos.

 

ESTRUTURA FUNCIONAL

Presidência

Bruno Ferreira Cypriano

Assessoria Técnica

Karoline Aparecida Martins Dias

Assessoria de Gabinete

Tiago Henrique Cardoso Aquino

Assessoria Jurídica

Carolina de Souza Antunes

Divisão de Ouvidoria e Acolhimento

Reiner Gotshalg

Divisão Administrativa 

Ubiratan Ferreira Carias de Miranda

Divisão de Benefícios

Cristiane Geralda Santos

Divisão de Investimentos e Financeiro

Matheus Henrique de Andrade

Divisão de Contabilidade

Michelle Rodrigues Assis

Divisão de Controle Interno

Leandro Eduardo Martini Lopes

Divisão de Crédito ao Servidor

Alaor Antônio Lourenço Xavier

 

LOCALIZAÇÃO E FUNCIONAMENTO

O IPREMB está instalado na Praça José Lino da Silva, nº 15 - 6º Andar - B. Brasileia - Betim/MG, Betim, Cep 32600-298.Telefones: (31) 3595-7828/ 3594-5380, E-mail: ipremb@betim.mg.gov.br e facebook (www.facebook.com/ipremb) O horário de atendimento público é das 09h00 às 16h30, de segunda a sexta-feira.

QUEM SÃO OS SEGURADOS DO IPREMB

São segurados os servidores efetivos do Município de Betim.

RECURSOS

O RPPS de Betim, gerido pelo IPREMB, é mantido pela contribuição do Município e de seus segurados, atualmente, segundo os cálculos atuariais. De acordo com o Decreto nº 40.218 de 2016,  para o exercício de 2017, foi fixada em 24,65% sobre a remuneração de contribuição, sendo 13,65% para o empregador e 11% para o servidor. 

São também fontes de custeio as receitas de aplicações financeiras e patrimoniais, doações, subvenções, legados e valores recebidos a título de compensações financeiras e demais dotações previstas no orçamento municipal.De acordo com convênio celebrado com o Ministério da Previdência Social, as contribuições efetuadas pelos servidores para o INSS, no período de 5 de outubro de 1988, a 6 de maio de 1999, serão por meio do sistema de Compensação Previdenciária – COMPREV.

INSOLVÊNCIA

Em caso eventual de o IPREMB não conseguir arcar com seus compromissos, ou seja, o pagamento aos beneficiários, caberá à Prefeitura de Betim assumir as contas. De acordo com o art. 100, da Lei Municipal nº 4.275, de 28 de Dezembro de 2005 que criou o RPPS de Betim, “o Município responderá subsidiariamente pelo pagamento das aposentadorias e pensões concedidas na forma desta Lei Complementar, na hipótese de extinção ou insolvência do Regime Próprio de Previdência Social do Município.

COMPREV

É o sistema que operacionaliza a Compensação Previdenciária que, por sua vez, é um acerto de contas entre os RPPS e o INSS. Se servidor contribuiu por um determinado período para o INSS e aposentou-se pela Prefeitura, o IPREMB arcará com o pagamento do valor total do benefício, porém o INSS, por meio do COMPREV, pagará parte da aposentadoria a esse trabalhador e vice-versa. Em 2020 foi desenvolvida a nova versão do sistema COMPREV que inclui a Compensação entre os RPPS.